Home

Perguntas Frequentes

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

1. O que é o programa ERASMUS*?

É um programa de educação e formação da União Europeia que permite aos estudantes do ensino superior, estudar e trabalhar no estrangeiro, por um período de 3 a 12 meses.

2. Quem pode se candidatar?

Estudantes matriculados numa instituição de ensino superior em cursos conducentes ao grau de Licenciatura, Mestrado ou Doutoramento.

3. Quais são os tipos de mobilidade?

Os estudantes podem fazer dois tipos de mobilidade ERASMUS: Mobilidade de Estudantes para Estudos (SMS) e Mobilidade de Estudantes para Estágios (SMP).

4. Qual a duração do período de mobilidade?

A duração é de 3 a 12 meses para as mobilidades de estudos (SMS) e de estágios (SMP).

5. Existem apoios financeiros à mobilidade ERASMUS?

Sim, existem bolsas de mobilidade que são financiadas pela União Europeia. As bolsas ERASMUS não são bolsas de estudo, ou seja, não cobrem a totalidade das despesas referentes aos estudos / estágios no estrangeiro. São bolsas de mobilidade que visam apenas auxiliar nas despesas extraordinárias como viagem, seguros, vistos, diferença do custo de vida, etc. O valor das bolsas varia conforme o país de destino. No ano lectivo 2011/2012 o valor médio mensal das bolsas foi de 280€ para estudos e 356€ para estágios. Para além da bolsa ERASMUS, existe em Portugal a Bolsa Suplementar ERASMUS, paga pelo Estado. Essa bolsa destina-se aos estudantes com comprovadas dificuldades económicas.

6. Como e quando submeter uma candidatura?

A candidatura é feita no Gabinete de ERASMUS / Relações Internacionais da instituição de ensino superior que o estudante estiver a frequentar. Deves contactar esses gabinetes para saberes quais são as condições e os prazos de candidatura. Normalmente as candidaturas à mobilidade para estudos (SMS) acontecem entre Janeiro e Março.

7. Quais são os critérios de selecção?

As instituições têm um número limitado de vagas para estudantes em ERASMUS, sendo necessária fazer uma selecção entre os candidatos. É a instituição de origem do estudante quem estabelece os critérios de selecção. Embora esses critérios possam variar consoante a instituição, regra geral os que se aplicam são o mérito académico (as notas) e o número de cadeiras em atraso.

8. Quais os países e as instituições de ensino superior onde se pode realizar a mobilidade?

Os países que participam no programa ERASMUS são: todos os 27 países que pertencem à União Europeia e também Croácia, Islândia, Liechtenstein, Noruega, Suíça e Turquia. A realização do período de mobilidade implica a existência de um acordo bilateral com uma instituição de ensino superior (mobilidade SMS) ou com uma empresa (mobilidade SMP). Para saberes que acordos bilaterais existem na tua instituição, consulte o Gabinete de ERASMUS / Relações Internacionais.

9. Em que língua são leccionadas as aulas?

Não existe uma regra. Cada professor tem a liberdade de escolher a língua em que lecciona as suas aulas. Terás que te informar no Gabinete de ERASMUS / Relações Internacionais da instituição de acolhimento para saber em que língua será leccionada cada cadeira.

10. Serão atribuídas equivalências?

Sim. Serão reconhecidas todas as disciplinas que façam parte do Learning Agreement. Este documento é um acordo assinado entre o aluno, e as instituições de origem e destino, onde se estabelecem as cadeiras que o aluno irá completar no estrangeiro e quais as cadeiras que elas equivalem na instituição de origem.

11. Existem apoios linguísticos à mobilidade ERASMUS?

Em alguns casos. Algumas instituições oferecem um curso intensivo (normalmente de inglês) aos seus alunos antes deles partirem. Algumas instituições de acolhimento oferecem, aos estudantes que chegam, um curso intensivo da língua oficial do país. Paralelamente, existem em alguns países de acolhimento, os Cursos Intensivos de Línguas ERASMUS – EILC. Os EILC são cursos especializados nas línguas menos difundidas e menos faladas da Europa. Os estudantes podem candidatar-se a um EILC directamente nas entidades organizadoras. A lista das entidades organizadoras dos EILC podem ser consultadas no site das Agências Nacionais de cada país.

12. Qual a situação dos estudantes ERASMUS relativamente à propina?

O estudante deverá efectuar o pagamento regular das propinas na sua instituição de origem e está isento do pagamento de propinas na instituição de acolhimento.

13. Quem trata do alojamento e da viagem?

É da responsabilidade do estudante tratar de todas as questões relativas à viagem e ao alojamento: procura, reserva, pagamento, etc.

14. Onde poderei obter mais informações sobre o programa ERASMUS?

http://ec.europa.eu/education/lifelong-learning-programme/erasmus_en.htm

http://proalv.pt

http://erasmus.forum.pt

*O Guia Geração Erasmus é destinado aos estudantes do Ensino Superior, pelo que só se considera aqui esse universo de beneficiários do Programa Erasmus.

 

GUIA-ERASMUS-2012-WEB-1

Outras informações


seo canakkale vergi mevzuati bagimsiz denetim kanunlar web security engelliler teknoloji sgk bagimsiz denetim bagimsiz denetim sorgulama internet security mevzuat vergi ve sgk mevzuati canakkale canakkale balik tutma search